Disfunção Orgânica

Disfunção Orgânica

Disfunção orgânica corresponde à deterioração da função de algum órgão ou sistema. A disfunção orgânica aguda pode ser secundária a diversas situações clínicas (infecção, politraumatismo, infarto e pós-operatório de grande cirurgia, entre outros). 

Eventualmente, a disfunção orgânica pode ser grave o suficiente a ponto de necessitar tratamento intensivo ou até mesmo terapias que substituem temporariamente a função daquele órgão acometido. Por este motivo, a disfunção orgânica aguda constitui um dos principais motivos de internação na UTI. Quando um paciente apresenta mais de um órgão ou sistema com mau funcionamento, pode-se dizer que ele apresenta disfunção orgânica múltipla. Via de regra, quanto maior o número de disfunções orgânicas agudas, maior a gravidade do paciente. Abaixo, estão listados alguns exemplos de disfunções orgânicas com seus respectivos tratamentos de suporte.

Disfunção Orgânica Tratamento de Suporte
Insuficiência Respiratória Ventilação Mecânica
Insuficiência Renal Diálise
Insuficiência Intestinal Nutrição Parenteral
Suporte ventilatório e hemodiálise são exemplos de tratamentos para disfunção orgânicas (respiratória e renal, respectivamente)