Segurança na Visita

Normas de Segurança para Visita na UTI

Por a UTI se tratar de um ambiente complexo e com pacientes vulneráveis, é fundamental que a permanência do familiar respeite algumas normas básicas de segurança:

1) Evite visitar o paciente caso apresente alguma doença possivelmente contagiosa (ex: resfriado,  virose, conjuntivite, catapora, rubéola).
Motivo: O paciente internado na UTI possui grande susceptibilidade a infecções. Um simples resfriado no visitante pode resultar em uma infecção grave no paciente crítico.

2) Sempre higienize as mãos antes e após contato com o paciente ou com o meio que o circunda; 
Motivo: A higienização apropriada das mãos (com álcool gel ou água e sabão) constitui a maneira mais eficaz de previnir transmissão de infecções para o doente crítico. Confira, nesta página, a técnica de higienização de mãos com álcool gel.

3) Em respeito à privacidade dos enfermos, evite o contato com outros pacientes ou visitantes dentro da UTI;​

4) Não manipule os equipamentos de monitorização e tratamento do paciente (ex: monitores, dispositivos de dieta, soro, respirador, hemodiálise);
Motivo: Os equipamentos de monitorização e tratamento são muito sensíveis e qualquer alteração pode prejudicar o tratamento e a detecção de alterações do estado de saúde do paciente.

5) Não movimente o paciente sem autorização da equipe de enfermagem;
Motivo: O paciente de UTI possui um risco elevado de queda (tanto pelo seu estado clínico quanto pelos tratamentos recebidos). Além disso, o paciente crítico frequentemente apresenta dispositivos de monitorização e tratamento que podem ser deslocados durante uma movimentação não planejada.

6) Não ofereça água ou outros alimentos aos pacientes sem autorização da equipe de enfermagem;
Motivo: A dieta do paciente faz parte do tratamento e influencia a sua recuperação. Por isso, ela é rigorosamente controlada no ambiente de UTI. Qualquer alteração inadvertida pode prejudicar a recuperação do doente.

7) Não traga alimentos, plantas ou animais para dentro da UTI;
Motivo: Alimentos, plantas ou animais podem trazer consigo microorganismos que podem causar infecção no paciente internado na UTI.

8) Faça silêncio dentro da UTI – os pacientes precisam descansar;

9) Transmita calma e esperança ao paciente;
Motivo: Transmitir tranquilidade e esperança ajuda o paciente a superar seus medos, reduzindo o estresse e a ansiedade.

10) Em alguns momentos (exames ou procedimentos), poderá ser solicitado que o familiar aguarde fora da UTI. Colabore.

Higienização das Mãos

A higienização das mãos tem por finalidade remover os microorganismos que colonizam as camadas superficiais da pele, assim como o suor, a oleosidade e as células mortas, retirando a sujidade propícia à permanência e à proliferação de vírus, bactérias e fungos.

Técnica

– Duração 40 a 60 segundos

Etapa 1: Aplicar álcool gel em quantidade suficiente na palma da mão

Etapa 2: Friccionar as palmas das mãos entre si com os dedos entrelaçados

Etapa 3: Friccionar a palma da mão direita sobre o dorso da mão esquerda e vice-versa

Etapa 4: Friccionar o dorso dos dedos de uma mão contra o a palma da mão oposta e vice-versa

Etapa 5: Friccionar o polegar direito com o auxílio da mão esquerda e vice-versa

Etapa 6: Friccionar as polpas digitais e as unhas da mão direita contra a palma da mão esquerda e vice-versa

Etapa 7: Friccionar os punhos com movimentos circulares

 

 

Etapa 8: Deixar as mãos secarem naturalmente (sem enxugar em toalha)